Dólar Alto, Ainda Compensa a Importação de Produtos?

Mesmo com a taxa do dólar alto é válido importar do exterior. Muitos produtos compensam ser importados, já que no Brasil a taxa de juros é bem alta.

Entendendo porque compensa

Sempre será vantajoso comprar pela internet em sites americanos e chineses, tanto para revenda quanto para uso pessoal, mesmo pagando variações de impostos de importação de 60% e ICMS, dependendo do estado brasileiro.

Seja qual for o produto, caso não exista similaridade, fabricação ou venda no Brasil, a diferença de valor pode ser gritante. Por exemplo: alguns brinquedos chineses de marca, aqui no Brasil chegam a serem encontrados por R$60,00, quando no processo de importação vale o equivalente a seis dólares (R$15,00).

Mesmo que o dólar suba sempre é vantajoso comprar produtos no exterior. Alguns deles são ainda mais baratos: celulares, brinquedos, perfumes, acessórios para carro, etc. Muitas pessoas pensam então que a solução é importar diretamente das lojas oficiais do exterior, até porque o risco de falsificação dos produtos seria praticamente nenhum. Mas o frete internacional é caro ou simplesmente as empresas não enviam o produto para o Brasil. Mas não é bem por aí. Hoje em dia, na internet, existem muitas lojas virtuais que apresentam facilidade para o cliente brasileiro, permitindo que ele importe com comodidade e flexibilidade. Vale a pena ficar de olho nas tarifas e taxas determinadas pela Receita Federal.

A inconstância do dólar acaba deixando as pessoas mais inseguras, por isso é fato que se devem estudar todas as possibilidades antes de arriscar efetuar uma compra. Entender como o mercado funciona e se preparar evita qualquer tipo de problema.

Outro argumento importante: produtos não encontrados com facilidade no mercado brasileiro ou até mesmo aqueles que demoram a chegar, seja por causa do preço, burocracia ou altos impostos, não acabam sendo uma dificuldade, por existir uma demanda já estabelecida para comprar o produto. Com isso, os clientes priorizam a obtenção da mercadoria e acabam não se importando por quanto vão pagar.

Claro que se deve levar em consideração o público-alvo e as necessidades específicas em busca de produtos mais específicos ainda.

Controle financeiro

Há uma maneira fácil e prática de organizar as finanças para economizar e ter um bom fluxo de caixa, para que se organize melhor para a importação: sabendo quanto realmente ganha por mês, quanto se gasta por mês e se sobra ou falta dinheiro ao final do mês. Assim, a organização facilita no processo de importação e para saber se na verdade pode ou não importar algum produto.

Dicas aos empreendedores

Para aqueles que importam como forma de ganhar dinheiro, devem ter em mente que o seu trabalho não é simplesmente importar qualquer produto. Por isso, há a análise de mercado, para pesquisar o melhor caminho. O bom empreendedor acaba encontrando uma saída interessante para fazer com que ele se dê bem e acabe ganhando até mais antes do problema da crise financeira existir.

Gostou do artigo? Comente.

Dólar Alto, Ainda Compensa a Importação de Produtos?
5 (100%) 7 votes